Link what?

Building, link Building. É isso que faço atualmente no meu trabalho como SEO. “What the heck is that?”, meu flatmate da África do Sul perguntou. Ele não é o único, eu via menos testas franzidas quando eu dizia que trabalhava como garçonete.

SEO é o acrônimo de Search Engine Optimization. Basicamente, como SEO, a minha meta é melhorar o posicionamento do site da empresa para a qual trabalho nos sites de busca. Uma das principais formas é o tal do link building. Os sites de busca como Google e Yahoo dão mais valor aos sites “populares”, ou seja, aqueles que são apontados por outros sites. E o meu trabalho, atualmente, é conseguir que outros sites insiram um link para o site da minha empresa e, de preferência, sem oferecer nada em troca.

Apesar de não ser dificil, é bem trabalhoso. O primeiro passo para o link building, disse-me meu chefe, é listar os concorrentes da empresa no Brasil. Eu trabalho para uma escola de inglês online, então os concorrentes são escolas de inglês – online ou não.

Feito isso, o próximo passo foi gerar uma lista de sites que apontam para os sites dos meus concorrentes. Se eles apontam para meu concorrente, talvez possam apontar para meu site também. Quando buscamos “link:www.sitedoconcorrente.com.br”, os sites de busca retornam uma lista de sites que apontam para o endereço indicado. Fácil, não? Não sabia dessa, aprendi no trabalho e meu chefe também disse que a lista do Yahoo é melhor que a do Google.

Com a lista dos sites, o próximo passo é separar alhos de bugalhos. Algumas páginas estão já desativadas, como notícias antigas de jornais e revistas, e devem ser descartadas. O resto eu tenho que contatar , mesmo blogs e sites pequenos. Qualquer link conta ponto, alguns mais e outros menos. Sites .org, .edu, .gov valem muitos pontos. Portais de notícias também. Sites bem ranqueados nos sites de busca para as nossas principais palavras-chave valem ouro. Meu trabalho agora esta sendo contatar todos os sites e ver até onde chegar para conseguir um link na página deles. Alguns valem um e-mail, outros valem e-mails e telefonemas, outros valem algum tipo de negociação, como cursos gratuitos e até pagamento. A maioria deles vale uma chacoalhada de ombro.

Saber pedir também é importante, ja que não posso sair distribuindo cursos de inglês para qualquer escritor de blog e não queremos trocar links com qualquer site. Eu mando um e-mail de cada vez, pois ninguém gosta de Spam, e procuro descobrir o nome do responsável por cada site. Mantenho um arquivo de Excell com todos os sites que contatei, os nomes dos responsáveis, a data do último contato e o que foi conversado. A minha lista está atualmente em 96 sites -descobertos, filtrados e contatados em dois dias. Sem esse arquivo seria impossível lembrar de cada um deles. Manter o arquivo atualizado é importante também para mostrar para meu chefe que a “fortuna” que ele me paga está sendo válida.

  1. março 5, 2010 às 3:33 am

    Olá Paula! Muito banca seu blog. Uma amiga me passou. Sou formado em Jornalismo e estou concluindo esse ano uma pós graduação em Comunicação Digital, e cada vez mais estou me interessanda em SEO. Valeu pelas dicas e continue postando. Jankiel_rohr@hotmail.com

  2. setembro 17, 2010 às 5:21 pm

    Oi Paula.

    Não sabia que domínios com terminações em .org, .edu, .gov valem muitos pontos. Valem mais que um .com ou .com.br no caso do Brasil? Poderia explicar o motivo?

    Encontrei seu blog por acaso, uso SEO com meus blogs, então é super interessante ler um blog de alguém que trabalha com SEO em uma agência e escreve sobre isso e seu dia-a-dia.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: