Início > Entrevista, Link Building > Entrevista com especialista em link building Garrett French

Entrevista com especialista em link building Garrett French

Finalmente terminei de traduzir a entrevista que fiz com o especialista em link Building Garrett French. Essa estrevista também foi publicada em inglês no meu novo blog Brazilian SEO.

Garrett French, um dos fundadores da empresa especializada em Link Building Ontolo, acabou de lançar um livro em inglês chamado “The Link Builder’s Guide to better, faster, stronger link building campaigns”. Eu sei disso porque ele me mandou essa mensagem via Twitter:

Eu enviei o email como ele me pediu e ele me perguntou se poderia me enviar seu novo livro e se eu estaria interessada em comentá-lo no meu blog. A outra pergunta foi se eu poderia enviar a ele bons artigos sobre link building que eu ou outra pessoa tenha escrito em Português. Claro que respondi positivamente para as duas questões. Como ele me conhecia? Um dos posts no meu blog apontava para o site dele e o Analytics o mostrava como referência de visitas.

Essa é uma ilustração de como ele desenvolve links interagindo e se relacionando com a comunidade do seu setor. Ele não apenas me enviou gratuitamente uma cópia do seu livro, mas também me concedeu a entrevista abaixo. Essa estratégia dele funciona? Bom, realmente ele conseguiu que eu escrevesse sobre seu livro e veja quantos links conseguiu.

Paula: Você escreve vários artigos sobre Link Building. Pode me contar sua experiência nessa área desde o inicio da sua carreira?

Garret: Eu comecei minha carreira como editor e escritor para o WebProNews.com em 2002.  Eu cobria a seção de SEO e gerava conteúdo fazendo com que as perguntas sobre SEO dos leitores fossem respondidas por Experts. Eu pagava esses profissionais com exposição em um canal de larga audiência – o que gerava contatos de negócios para eles- e links para seus websites. Assim eu aprendi o poder do conteúdo para marqueteiros, especialmente quando o conteúdo é criado em forma de resposta direta para a necessidade da audiência.

Paula: Eu tenho a impressão de que a maioria dos profissionais de SEO não gosta de fazer link building e muda para outra área logo quando podem. Por que você decidiu focar em desenvolver links? Você faz isso pessoalmente ou gerencia um time? Como é a sua rotina?

Garrett: Eu decidi focar em desenvolvimento de links porque eu gosto disso – ou seja, eu gosto dos processos e estratégias que eu desenvolvi e de descobrir novas táticas quando eu contato novos mercados para meus clientes. Todo mercado é um pouco diferente, então eu gosto de encontrar táticas que tendem a funcionar para muitos deles. Eu faço link buildng pessoalmente no momento. Cada conteúdo que eu crio para atrair links para um cliente leva cerca de três dias para escrever, depois dois dias ou mais para promoção.

Paula: Qual a sua opinião sobre marketing de artigos para link building? Links em diretórios de artigos fazem diferença para websites nas SERPS?

Garrett: Eu acho que artigos em diretórios como Enzine Articles.com pode ser útil para termos de cauda longa, e potencialmente para construir links para paginas internas. Especialmente se você tem pessoas na empresa que conseguem criar artigos constantemente. Eu raramente utilizo diretórios de artigos esses dias – nós tentamos colocar conteúdo em sites que vão impactar nas SERPS e também atrair tráfego do mercado… Esse tipo de conteúdo pode levar vários dias para escrever, então  tendemos a não colocá-los em artigos de diretórios. Meus artigos como convidado no Serch Engine Land são exemplos perfeitos disso – eu poderia tê-los incluído em um diretório, mas eles não teriam tido a mesma distribuição e associação de marca que o Search Engine proporciona.

Paula: Eu tenho visto algumas empresas submetendo sites em Social Bookmarking e RSS como parte de estratégia de link building. Esses sites passam algum link juice? Você faz isso para seus clientes?

Garrett: Nós raramente fazemos isso para clientes, a não ser que seja bookmarking ou site de noticias que faca parte do seu nicho. Eu li que esses sites têm impacto similar a artigos em diretórios.  Não vai ajudá-los em termos altamente competitivos, mas pode ajudar em termos de cauda longa.

Paula: Links em sites de social bookmarking são Nofollow ou localizados em páginas não indexadas. Eu sei que pode ser bom para sites com conteúdo submeter seus artigos nesses sites, já que isso pode gerar tráfego e links indiretos. Minha pergunta foi se esses links podem passar link juice diretamente para o site. Essa é uma boa estratégia para sites que não tem blog ou nem mesmo bom conteúdo?

Garrett: A melhor estratégia para sites sem blog ou bom conteúdo é criar bom conteúdo na minha opinião😉. Entretanto, eu sei que isso nem sempre é possível, especialmente para a pessoa desenvolvendo links cujo chefe esta exigindo mais links!

Sob somente a perspectiva de link building – uma perspectiva que eu raramente tenho – você pode extrair algum valor de sites de social bookmarking utlizando aqueles que são do follow e depois trabalhar para fazer com que aquelas páginas sejam indexadas, normalmente linkando para elas de outros sites de social bookmarking (dos que são indexados) ou sites como Squidoo e diretórios de artigos. Essa técnica é chamada de “link wheel”. Não utilizamos essa técnica, nem a defendemos, porque isso não adiciona nenhum valor real para a web ou para o seu mercado. Além do mais, eu não testei para saber se funciona ou não.

A nossa versão de “link wheel” acontece quando linkamos para um conteúdo que colocamos no site A do conteúdo que colocamos no site B, todos falando diretamente para o nosso Mercado com idéias novas e úteis. Aqui está um exemplo em um artigo que escrevi: “Link Builder” to “Link Strategist”

Paula: Quais são as indústrias mais difíceis de desenvolver links? Você lida com muitos deles na sua empresa?

Garrett: Para mim as indústrias mais difíceis para desenvolver links são aquelas com poucos blogs ou outras reputáveis publicações com quem interagir. Também, se não há muitos experts tentando se promover, isso faz link building mais difícil de acordo com as técnicas que eu desenvolvi.

Paula: Quais seriam as suas estratégias para desenvolver links para sites de jogos ou pornográficos, por exemplo? É possível desenvolver links para esse tipo de site sem comprar links?

Garrett: Minhas estratégias iriam depender da verba disponível.😉 Sites de jogos bem estabilizados geralmente têm muita verba. Minhas estratégias iriam girar torno das suas metas de rankeamento e iriam envolver tanto conteúdo quanto possível. Provavelmente meu trabalho seria mais o de mascarar o fato de que eles estão comprando links desenvolvendo táticas mais orgânicas.

Paula: Trocar links com sites no mesmo tópico gera bons resultados?

Garrett: Eu acho que pode funcionar – eu “troco” links o tempo todo quando eu aponto para artigos sobre link building em outros sites. Muitas vezes estes sites também freqüentemente apontam para conteúdo em Ontolo.com. Os resultados são bons já que eu compartilho bom conteúdo com os visitantes dos meus sites, e ajudo outros profissionais da minha área, alguns deles são até concorrentes. Isso é normal em muitas indústrias… No entanto, se você está descrevendo um sistema que cria automaticamente links para outros sites e e-mails spam para gerenciar trocas de links não posso comentar…. Eu nunca fiz isso e nunca farei.

Paula: Se você tem dez clientes para desenvolver links e alguns deles estão pagando por dois dias por mês apenas, o que seria uma boa estratégia para eles?

Garrett: Nós cobramos por projeto a fim de evitar esse tipo de situação;) Eu começaria com o básico, certificando-me que eles estão listados nos diretórios de nicho. Então eu provavelmente iria tentar fazer uma entrevista em grupo com blogueiros perito de seu mercado-alvo com as esperanças que os peritos colocassem um link para sites de meus clientes! Eu acho que isso poderia ser feito em um par de dias.🙂

Paula: Você tem uma lista de links de que você se orgulha de ter conseguido? Já conseguiu links em um site muito difícil? Pode me dizer como você fez isso?

Garrett: O link de que mais me orgulho foi no de Time.com, que consegui com uma entrevista em grupo que incluía alguns nomes notáveis da indústria… Nós nem sequer pedimos o link;)

Paula: O que você acha de comentários em blogs e participações em fóruns? Isso faz parte faz parte a sua estratégia de links building?

Garrett: Eu recomendo comentários e participação do fórum, mas raramente executo campanhas que incluem estes tipos de sites. Eu acho que os fóruns, nos Estados Unidos pelo menos, são ignorados como fonte fantástica de idéias de conteúdo! Se você trabalhar duro para estabelecer-se em um fórum, e tratá-la como uma comunidade, em vez de um lugar para despejo de links, você pode realmente desenvolver alguns grandes relacionamentos que podem se transformar em conteúdo (entrevistas) e links.

Paula: Você vai a algum evento de Marketing digital esse ano? Vai dar alguma palestra?

Garrett: Não esse ano. Eu fui palestrante no SMX West no inicio do ano. Foi divertido!

Paula: As táticas que você tem desenvolvido são baseada em criação de conteúdo. Eu sei que pode funcionar muito bem se o site para o qual você está construindo links tem o blog como uma parte importante do site. No entanto, dessa forma você terá pessoas que apontam para o conteúdo que você criou, que provavelmente você vai colocar no blog do seu cliente. O problema é que o blog em um site raramente é a página que você realmente deseja rankear e, normalmente, os blogs não estão relacionados às palavras-chave mais importantes. Eu sei que você pode otimizar o blog, torná-lo forte e colocar links internos para as páginas importantes do site, mas provavelmente não é o mesmo que receber links externos para páginas principais. Então, como você faz para as pessoas apontarem para as páginas que você deseja rankear?

Garrett: Aqui vai o que eu penso…

1) Se você está desenvolvendo links altamente confiáveis, altamente autoritários e relevantes para o seu blog, e seu blog está em seu site, todo o site terá melhor resultado nas SERPs. Eu vi este
acontecer em várias ocasiões.
2) Se o conteúdo do blog não está relacionado com as palavras-chave mais importantes – isto é – o que você está vendendo, então há um problema… Além disso, o conteúdo pode e deve vender seus serviços ou produtos. Nós construímos links para o nosso site – que também vendem nossos serviços – exclusivamente com conteúdo e ferramentas gratuitas. Temos desenvolvido links desta forma há mais de um ano e só agora estamos começando a ver algum movimento nas SERPs para palavras-chave não relacionadas a nossa marca. E ainda criamos uma empresa forte e sustentável… Link building
NUNCA deve ser exclusivamente sobre as SERPs na minha opinião.

3) Conseguir links para páginas que você deseja classificar – sem pagar as pessoas pelos links – exigirá, em primeiro lugar algumas análises. As páginas similares dos seus concorrentes têm links? Como eles conseguiram?
Em segundo lugar, quem é o seu mercado-alvo para essas páginas? Há algum editor (blogs / notícias / sites de outros meios de comunicação) para este mercado? Se sim, como você pode fazer que essas pessoas mencionem essas páginas do produto?

A minha experiência (eu não fiz isso ainda – se o fizer, deixe-me saber como funciona;) seria fazer um concurso para cada página que você quer construir links, uma de cada vez. Faça um comunicado de imprensa e contate os editores e bloggers do seu nicho para que saibam sobre o concurso. O prêmio é uma oferta do produto ou serviço… Melhor ainda se você puder doar o produto / serviço sempre! Para entrar no concurso pessoas que precisam escrever no blog ou twittar sobre o porquê elas querem o produto ou serviço. A descrição do concurso deve ser publicada na página para a qual você quer construir links.

Paula: Obrigada por me enviar seu livro. Eu vou ler e comentá-lo assim que possível. Você poderia me adiantar o que eu vou encontrar nele e o que faz seu livro especial?

Garrett: Acho que você vai encontrar uma abordagem muito diferente de link building, Paula! Eu trabalho para minimizar o foco apenas nas SERPs. Estou ansioso para ler seus comentários e feedback, especialmente no que diz respeito à forma como esta abordagem poderia funcionar e qualquer problema que eu possa não estar vendo na minha estratégia.

  1. julho 4, 2010 às 9:55 pm

    Há um tempo venho acompanhando os artigos postados nesse blog e quero parabenizar a autora – Paula Albocino – pela forma com que fala sobre SEO. Estou iniciando e seus artigos são muitos esclarecedores para mim.

    Parabéns pela entrevista. Ficou simplesmente show. Vou me dedicar um mais ao Link Building(kkk)
    Abraços

    • julho 4, 2010 às 11:08 pm

      Valeu Meidson! Vou tentar escrever mais sobre basico de SEO como voce me pediu antes.
      Abraços

      • julho 6, 2010 às 1:18 am

        É paula tem muita gente se precupando com o avançado e esqueçe de coisas simples e foi sobre isso que te falei no chat.

        O blog já está virando sucesso..Olha quem está comentando – Flávio Raimundo e Cassiabo Travareli – Dois caras que tem muitos seguidos dos artigos dos mesmos.

        Abraços e continue assim essa pessoa simples, inteligente e competentissíma.

  2. julho 4, 2010 às 10:52 pm

    Excelente a entrevista Paula,

    Sou suspeito pra falar porque sou seu “fanzaço” mas, muitas vezes, uma boa entrevista reside muito mais na qualidade das perguntas do que nas respostas, já que essas são conseqüência das primeiras. Parabéns!

    Quando tiver uma opinião formada sobre o livro do @GarrettFrench, nos avise.

    Abração

    Flávio Raimundo

    • julho 4, 2010 às 11:05 pm

      Oi Flavio, que honra sua visita por aqui!🙂
      Fico feliz que tenha gostado da entrevista. Obrigada pelos elogios!
      Abraços

  3. julho 5, 2010 às 1:15 pm

    Excelente Entrevista Paula!

    As ótimas perguntas geraram ótimas respostas, tornando o conteudo desse post realmente muito interessante para o mercado de Search.

    Abraços

  4. julho 5, 2010 às 3:28 pm

    otima entrevista, tentarei comprar esse livro também, ja que ele nao irá me enviar um neh ahahah.
    Ando pesquisando bastante pela web sobre link building, e me empenhando muito nisso também… e acredito cada dia mais na importancia dos links.
    abs!!.
    dennishobson

  5. Renato Vitor
    julho 5, 2010 às 4:28 pm

    Paula,

    Ótima entrevista, parabéns pelas perguntas e pelas informações que trouxe para a comunidade de SEO.

    Um abraço, @renatovitorseo

  6. julho 5, 2010 às 5:34 pm

    Olá Cassiano e Renato,

    Obrigada pelo comentário e pela visita de vocês!

    Abraços

  7. julho 6, 2010 às 2:17 am

    A alguns anos no mercado SEO , fico surpreso em conhecer pessoas como Você que manda bem no assunto.

    Parabéns pelo Blog pelo trabalho, ja virei fã e segudor dos seus artigos.
    Um abraço

  8. julho 6, 2010 às 12:10 pm

    Paula,

    Muito legal sua entrevista, parabéns!
    Gostei muito dela e acabei publicando um post no fórum da DevMinas com o link para Post.

    http://devminas.ning.com/group/seo/

    Abraços,
    Tiago Carmo.

  9. julho 6, 2010 às 1:56 pm

    Belo artigo esse hein, palbocino!

    É sempre bom ler sobre Links, existem muitas dúvidas e uma enxurrada de informações em quais não podemos confiar totalmente. Com a opinião de um especialista e que ganha a vida fazendo tal, enriquece e muito nosso conhecimento, mais uma vez, obrigado por nos dar esse presente :^)

    Abs,

  10. julho 6, 2010 às 9:14 pm

    Oi Paula, bem legal tua entrevista, parabéns =)

    É bem por estes pontos que eu acho que uma estratégia de Link Building deve ser conduzida em conjunto com a assessoria de imprensa do site/cliente, já que em geral o profissional de SEO não é exatamente um jornalista. Muitos escrevem bem, mas pode acarretar na geração de textos sem qualidade. é mais fácil ensinar a um jornalista como otimizar um texto do que um a técnico/engenheiro/analista como escrever bem.

    Mas é isso aí,
    Abs

  11. Alexandre Perez
    julho 7, 2010 às 1:55 am

    Olá Paula,

    Muito bacana a entrevista, conteúdo e técnicas apresentadas.

    Acompanho seu trabalho faz tempo e me surpreendo a cada matéria lida.

    Parabéns!

  12. julho 7, 2010 às 4:44 pm

    Oi Paula! Tudo bem?

    Gostei muito do conteúdo da entrevista, bem interessante.
    Fiz um post na DevMinas (http://devminas.ning.com/group/seo) recomendando a leitura do seu post.

    Parabéns!

  13. julho 7, 2010 às 5:21 pm

    Olá Paula,
    Entrevista Inteligente.
    Conteúdo Interessante.
    Parabéns.

  14. julho 19, 2010 às 6:07 pm

    Oi Paula!

    A citação foi mais que merecida! Parabéns pelo conteúdo. Uma entrevista é boa muito mais pelas perguntas que pelas respostas.

    Abraço,

    @RafaelROliveira

  15. luiz almeida
    agosto 5, 2010 às 6:29 pm

    ótimo!

    concordo plenamente quando é falado que para cada negócio/nicho você deve adotar uma estratégia diferente! SEO é uma coisa só, mas atua em vários mercados, portanto não adianta falar que criar um texto enorme para comunidades de jogos, pois o perfil deles não se enquadra neste tipo de postagem!

    Criar uma metodologia padrão é importante, mas deixando espaço para a particularidade de cada caso!

    Parabéns pela entrevista e pelo livro!😛

  16. leandro
    outubro 11, 2010 às 8:25 pm

    Paula parabéns mesmo, uma das melhores entrevistas sobre linkbuilding.

    Gostaria da sua opinião sobre a última resposta onde Garret estimula uma promoção em páginas separadas. Você acha que um site que geralmente ganha link para home, após uma promoção para uma página interna que nunca teve link e passa a ganhar muitos num curto período de tempo, poderia cair em algum filtro do google?

    Você já teve alguma experiêmcia quanto a isto?

    parabéns, teu blog é o melhor blog de seo do brasil, tem uma linguagem mais madura!

    • outubro 11, 2010 às 8:33 pm

      Ola Leandro,

      Eu tenho experiencia com isso, sim. Sempre busco links para paginas internas para os quais trabalho e nunca vi site cair em filtro do Google por causa disso. Muito pelo contrario, so vejo melhora nos rankings.

      Muito obrigada pelo comentario e elogios!

      Abs,

  17. abril 1, 2011 às 2:30 pm

    Gostei muito das colocações, achei este post da Paula e como fico feliz em aprender cada dia mais com o povo de SEO – se tem pessoas que fazem a diferença são vocês! obrigado!

  18. setembro 24, 2013 às 7:37 pm

    Nossa que ótima entrevista, me esclareceu muito! Parabéns pelo trabalho Paula!

  1. julho 4, 2010 às 10:03 pm
  2. julho 5, 2010 às 12:25 am
  3. julho 7, 2010 às 3:54 am
  4. julho 19, 2010 às 2:22 pm
  5. julho 19, 2010 às 6:08 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: