Início > Básico de SEO, Palestras e Eventos, SEO > Sobre o #searchlabs

Sobre o #searchlabs

Estou aqui seguindo o #searchlabs pelo Twitter, mas por enquanto não encontrei informação que me inspirasse a escrever os melhores tweets do #searchlabs, como faço normalmente com os eventos que perco. Algumas informações dos tweets são extremamente básicas, como “Links no logo dos sites tem que ir para a home Page.”,“As pessoas precisam mais do que elas tem menos” e “Até o @ArielL está falando que é bom utilizar textos-âncora descritivos (esqueça o clique aqui)”. Básico, básico, básico.

Dois tweets me chamaram a atenção. Um deles era sobre a divergência de opinião sobre o uso da meta tag H1 entre o Ariel Lambrecht e o Randfish:  “O @ArielL falou q tag h1 é super importante pro google. o @randfish falou q não é não”. O Rand Fishkin fez um White Board Friday esses dias contando os maiores erros que o Seomoz já cometeu. E um deles era recomendar a inclusão de palavras-chave na meta tag H1. “Depois que começamos a fazer testes descobrimos que essa tática não ajudava nada. Era uma pena porque desperdiçamos tempo e energia convencendo nossos clientes a atualizar seus H1s”, disse ele.

Hmmm, e agora, em quem acreditar? O Rand Fishkin do Seomoz vive de SEO, enquanto que o Ariel trabalha para o Google – que vive de anúncios. E desde quando o Google fornece informação válida sobre SEO? Se eu estou construindo uma página do zero até posso me preocupar com os H1, H2 , H3 da vida, mas não faria um cliente meu perder tempo modificando isso. Enfim, cada SEO uma sentença.

O outro tweet foi “Não use mais de 60 caracteres no título das páginas”. E eu pergunto por quê? Se tem alguma meta tag que ainda pode ser que tenha alguma influência no algoritmo do Google é o título. O Google exibe até 70 caracteres do título nos resultados de busca. Por que não usar os 70, que regra é essa dos 60? O Seomofo tem uma ferramenta excelente para ajudar a escrever títulos e descrição de páginas, visualizando como ela será exibida no Google.

Enfim, hora de dormir. Amanhã continuo espiando.

Para quem não conhece, a tela da Ferramenta gratuita do Seomofo para visualização de títulos de descrições:

  1. agosto 2, 2010 às 5:10 am

    Bom como desenvolvedor custumo sempre seguir a web standard. Sempre procuro colocar titulos de paginas e seções com a tag H1. Quanto aos números de caracteres no titulo uso no maximo 75. agora ficei confuso. uso 75, 70 ou 60? e para finalizar gostei da dica do seomofo.

  2. agosto 2, 2010 às 9:54 pm

    Ate 70. Mais do que isso o Google nao exibe.
    Use o Seomofo para visualizar como vai aparecer o titulo e a decricao da pagina no Google.
    Valeu pelo comentario!
    Abracos

  3. agosto 5, 2010 às 11:15 pm

    Oi Paula,

    sobre esse negócio de Headers, eu acredito sim que isso deve ser utilizado, se nao para aumentar a relevancia e destacar as palavras-chave, por uma questao de semantica e também para pessoas que tem problemas de visao, já que os leitores de tela se orientam também por essas “guias” (é a chamada acessibilidade). e outra.. se eles existem, deve haver alguma razao para usá-los, né? senao eles nem existiriam =)

    bjs

  1. julho 29, 2010 às 11:28 pm

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: