Início > Arquitetura da informacao, conversao, link bait, Link Building, Palestras e Eventos, SEO Audit > Dicas do Pro SEO – revendo as palestras antes do Pubcon

Dicas do Pro SEO – revendo as palestras antes do Pubcon

Quase uma da manhã aqui em Londres. Estou esperando meu vôo para Las Vegas que sai às 9 horas. Para chegar ao aeroporto duas horas antes do vôo, tenho que sair de casa às 5:30. Decidi passar a noite acordada, guardar o sono para o avião, e rever algumas palestras do Pro SEO antes de ser inundada por mais informações no Pubcon.

Segue então a cobertura de algumas das palestras do Pro SEO.

 

Análise de Sites ao Vivo, com Rand Fishkin, Tom Critchlow e Stephen Pavlovich.

– Excesso de otimização pode prejudicar o site.

Excesso de links no rodapé, como nesse site ou links para páginas internas que não soam naturais para os usuários não apenas não ajudam, mas também podem atrapalhar o rankeamento de um site.

 

excesso de links no site

 

-Melhor estrutura para o blog da empresa: http://www.domain.com/blog

Um blog atrai links mais facilmente do que a parte comercial do site e colocá-lo em um subfolder ajuda o site todo.

O conteúdo do blog deve ser feito para os usuários, não para os mecanismos de busca. Não exagere na otimização de títulos e linkagem interna.

– Cuidados no check-out do site:

Use Ajax para identificar se o usuário é novo e não o tire da página do produto que ele quer comprar. Pedir o mínimo de informações possível e nunca, jamais e em hipótese alguma solicitar data de nasimento. Cuidado com vouchers de desconto – o cliente pode querer sair da página de check-out para procurar o desconto na internet. Não indicar o preço em vermelho – usar verde ou preto.

– Se o site for proibido para menores e a verificação da idade do usuário obrigatória, use JavaScript overlay.

Exemplos: Johnnie Walker x Smirnoff. O site da Smirnoff é o melhor exemplo. O uso do JavaScript overlay permite que o conteudo da página principal seja rastreado pelos mecanismos de busca.

Outras dicas:

Participar de sites como o Quora para interagir com a comunidade do seu setor e sites sociais para promover produtos diferenciados, como esse do site Prezzi Box.

 

imagem link bait

 

 

Arquitetura da Informação e Navegação Facetada, com Duncan Morris (@duncanmorris)

Navegação facetada permite que você encontre informações por caminhos diferentes. Por exemplo, classificar os produtos do site por preço, modelo, cor etc.

“SEO deve ser invisível no site, atrás de uma arquitetura de informação inteligente e incrível experiência para o usuário.”

Alguns problemas comuns em sites maiores:

– Conteúdo duplicado, falta de conteúdo único nas páginas;

– Várias páginas concorrendo pelas mesmas palavras-chave;

– Páginas sem inbound links;

– Páginas não indexadas;

Dicas:

– Usuários do site são preguiçosos. Deve-se sempre facilitar a busca deles pelo que procuram;

– O objetivo é indexar 100% das páginas de produtos e criar o menor número de páginas de navegação possível;

– Todas as páginas devem ser acessíveis da página principal com o mínimo de cliques possível;

– Use técnicas de Javascript para filtrar e ordenar produtos do site;

– Defina a hierarquia das categorias e mantenha as urls limpas. Cuidado para não criar páginas duplicadas com urls diferentes, como no exemplo

http://www.lovefilm.com/browse/film/dvd/action/

http://www.lovefilm.com/browse/film/action/dvd/

– Encontre o diferencial de cada página importante e construa conteúdo único para cada uma delas;

– Exclua do index páginas geradas por resultados de busca interna do site.

 

 

Mais informações sobre o assunto:

http://searchengineland.com/a-turning-point-in-the-field-of-seo-44561

Livro indicado: Search Patterns (Design for discipline-making) – Peter Morville

http://www.google.com/support/forum/p/Webmasters/thread?tid=382b94ee7159f659&hl=en

 

 

Enfrentando a canibalização de links causada pelo Twitter , com Rand Fishkin (@randfish)

Há dois ou três anos era muito mais fácil conseguir links através de bom conteúdo. Hoje, no lugar de comentar o conteúdo no blog com link para o site, as pessoas tuitam e compartilham no Facebook. Como conseguir os tradicionais links que os mecanismos de busca valorizam?

Tática 1: Conteúdo embutível  (“embeddable content” em inglês)

Exemplos: infográficos, selos (badges) e Widgets;

Tática 2: Pesquisas e dados, rankings e prêmios para bloggers, explicação de conteúdo complicado, como nesse post.

Tática 3: Sindicar conteúdo. Melhor exemplo: atuar como escritor convidado em sites e blogs;

Tática 4: Procurar nichos em que twitter não é tão popular. Em fóruns tradicionais utilizados por profissionais menos expertos em internet links são dofollow (mas não abuse!);

Tática 5: Pedir links para amigos, familiares, parceiros, clientes e vendedores;

Tática 6: Torne seus tweets e de líderes da indústria em conteúdo para o seu site;

Tática 7: Twitter pode estar influenciando alguns rankings e é ótimo para dirigir tráfego para o site. Procure os influenciadores do mercado. Número de seguidores não é importante. O mais importante é o CTR – ou seja, quantas pessoas clicam nos links que você posta nos seus tweets. Melhor métrica: “Rank” da ferramenta TwitterGradder;

Alguns Tweets sobre a palestra.

 

 

Link Building Avançado, com Wiep Knol

A palestra do Wiep foi definitvamente uma das melhores do evento. Não que ele tenha falado muita coisa nova, mas ele mostrou que link building deve ser feito de forma estratégica e contou um caso real de sucesso.

A agência dele foi contratada para link building por um site novo da indústria de viagens, uma das mais saturadas e competitivas. O desafio era usar apenas conteúdo para construir links.

O que ele fez:

– Buscou outras audiências em sites de indústrias menos saturadas. Entre elas: Sites religiosos, sites sobre comida e sites oficiais de cidades e países. Buscou idéias de conteúdos comuns para ambas as indústrias.

Para conseguir links em sites religiosos, criou um artigo bem elaborado em imagens e texto sobre as igrejas mais bonitas do mundo. Segundo ele, a tática deu certo porque atingiu um público que tem interesse em divulgar o conteúdo criado.

 

Fonte

 

Conseguiu links em sites da indústria alimentícia através de artigos sobre alimentos estranhos encontrados em diversas cidades do mundo. Segundo ele, a audiência de sites de alimentos é apaixonada pelo assunto e gosta de divulgar bom conteúdo.

 

comidas estranhas - link bait

Fonte

 

Para conseguir links em sites oficiais, eles criaram artigos sobre as estações de trens mais bonitas do mundo. Ele contou que teve muita sorte, já que o prefeito de Bruxelas tinha acabado de gastar uma fortuna na reforma da estação de trem da cidade – uma das apontadas entre as mais belas no seu artigo – e por isso conseguiu links no site oficial e os assessores de imprensa do governo o ajudaram a divulgar o artigo.

 

Fonte

 

Resultados:

Cerca de 900 novos domínios apontando para o site;

Três links em PR8, 21 em PR7 e 56 em PR6;

Sete links em sites concorrentes;

Nenhum link foi pago;

Apenas 20 links foram solicitados;

Mais de 25 citações em jornais nacionais;

Duas entrevistas em radio e duas menções na TV;

Inclusão na sugestão do Google da Bélgica; (não ficou claro a inclusão foi do site ou dos artigos)

Respeitável ranking para um site novo;

 

 

Apesar da palestra ter sido muito interessante, ele não divulgou o site e por isso não é possível verificar a as informações passadas. Ele disse que a elaboração dos artigos foi a parte mais difícil da estratégia, mas não explicou se inseriu links para o site dentro do artigo ou como assinatura do autor.

Eu tentei encontrar os artigos dele no Google e encontrei diversos artigos com os títulos citados, mas nenhum deles continha link para sites de viagem. De qualquer forma, fica a idéia como dica: Produzir bom conteúdo e se destacar dos seus concorrentes com links em sites de autoridade.

Update: Já são 4:30. Hora de me preparar e partir. It’s Vegas time!🙂

  1. novembro 11, 2010 às 1:08 am

    Olá, Paula!

    Encontrei este site agora e achei bem legal, não sei se vc conhece: http://www.woorank.com/. Faz uma análise SEO bem legal, e ainda dá pra salvar o resultado em PDF.

    Abs,
    Eduardo.

    • novembro 16, 2010 às 7:49 pm

      Oi Eduardo,
      Nao conhecia, nao. Muito bacana, obrigada pela indicacao. Voce ja deve conhecer o blekko, muito legal tambem.
      Abs,
      Paula

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: